DELEGADO ABRE INQUÉRITO POR CORTE DE ÁRVORES EM ÁREA DE MATA NATIVA.



A Polícia Ambiental esteve em Buri nessa sexta feira (27) pela segunda vez essa semana, para atender a uma ocorrência  de corte de árvores em área considerada nativa. O Buri Conectado teve acesso a dados da ocorrência, onde revelam que logo que chegaram no local, os policiais encontraram (03) pessoas operando motosserras, que seriam utilizadas para o corte das árvores. Ainda segundo informaram , o proprietário do terreno estava no local.




Eles foram conduzidos a Delegacia de Polícia de Buri para dar esclarecimentos. Foram apreendidas (03) motosserras, (03) galões de gasolina, (03) galões de óleo e (01) machado. Na ocorrência, a Polícia Ambiental ressaltou que esteve no mesmo local na última quinta feira (25) e que já havia feito o Registro Digital de Ocorrência na mesma data, por "Supressão de Vegetação Nativa" que consiste no ato de retirar uma porção de vegetação de um determinado espaço urbano ou rural, com o objetivo de usar a área anteriormente ocupada pela vegetação para fins alternativos.




Na ocasião o proprietário do terreno teria apresentado um documento aos policiais, onde indicava que tinha autorização por parte da prefeitura municipal para o corte de árvores naquela área. No entanto a Polícia Ambiental contestou o documento, alegando que em razão de se tratar de vegetação nativa e pelas características do ecossistema, não caberia a prefeitura de Buri emitir o documento, já que a emissão da autorização é de competência exclusiva do Órgão Ambiental do Estado. Outro fator que foi mencionado na ocorrência dessa sexta feira (27) pelos policiais é de que a área já havia sido embargada na primeira visita e portanto não poderia haver qualquer alteração.




O delegado Dr. Paulo Roberto Fonseca abriu inquérito sobre o caso e deve aguardar para juntar os laudos da Perícia (dessa sexta e quinta feira) para apuração. Ele disse ainda que houve desobediência por parte do proprietário, já que a área estava embargada pela Polícia Ambiental. Após conclusão do inquérito, o caso deverá ser enviado ao Ministério Público.



O delegado informou que, baseado na Vigência do Código Florestal, o proprietário poderá além de receber uma multa (valor não informado) que deverá ser direcionada para recuperação da área, deverá cuidar por tempo indeterminado do local. Ele ressaltou que devido a interdição, não há possibilidade da área ser loteada, inclusive salientou que deverá investigar os demais loteamentos daquela região.



Por Buri Conectado
DELEGADO ABRE INQUÉRITO POR CORTE DE ÁRVORES EM ÁREA DE MATA NATIVA. DELEGADO ABRE INQUÉRITO POR CORTE DE ÁRVORES EM ÁREA DE MATA NATIVA. Reviewed by Buri Conectado on 19:51:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Featured Video