ENGENHEIRO FLORESTAL DENUNCIA ABANDONO DO ICMBIO (ANTIGO IBAMA) E ATRIBUI RESPONSABILIDADES.


O Instituto Chico Mendes de Conservação e Biodiversidade, Unidade Federal com área de 16 Km² localizado na divisa entre Buri e Capão Bonito, portanto pertencente a ambos municípios, pode estar correndo risco de extinção imediata, segundo um documento enviado ao GAEMA (Grupo de Atuação Especial de Defesa do Meio Ambiente) no âmbito do Ministério Público do Estado de São Paulo, pelo engenheiro florestal Luis Antonio Cordeiro Uchoa.

No documento a que o Buri Conectado teve acesso ele identifica a vegetação, sua importância e aponta a exposição da floresta à possíveis incêndios, devido a diversas falhas; falta de monitoramento eletrônico para evitar o acesso de caçadores, falta de manutenção no que se refere a projetos ambientais, aceiros externos (20 m) e internos (de 05 a 10 m), entre outros.

Antes disso, dados sobre a fauna que ilustram as espécies que segundo ele, completam a cadeia ecológica "desde pequenos animais até o ápice dela referindo-se aos felinos, resultado da preservação da floresta artificial antes desse período em que afirma estar abandonada", foram lembrados. O valor social, levando em consideração a comunidade que habitou a região, promoveu casamentos, batizados, festividades folclóricas e juninas, também foi mencionado.


O pedido do engenheiro florestal é bastante claro e sugere que o Poder Público Paulista interfira junto ao setor privado, em regime de exceção, nos cuidados com a floresta, para que se evite um desastre ecológico.

"Em caso de sinistro tanto o Corpo de Bombeiros quanto brigadas de combate a incêndios florestais, das grandes empresas florestais da região, estarão impossibilitados de chegarem às lagoas existentes na Unidade para captação de água, por conta da invasão e regeneração natural no entorno delas. Isso além de dificultar a operação, poe em risco a vida dos combatentes do fogo". Disse

Uchoa aponta que a situação de abandono do ICMbio ocorre desde 1992 e que se agravou devido ao que classificou de "má administração" da então Ministra do Meio Ambiente (2003-2008) Marina Silva, na ocasião indicada pelo Partido dos Trabalhadores. Por conta disso,  deixou-se de atender madeireiros devido a falta de planos de manejo florestal "o que segundo ele contribuiu com o desemprego nesse setor", de arrecadar para o Instituto através de licitações oferecidas por empresas do segmento interessadas e de investir em estudos e pesquisas na área.

Ele lembrou também que australianos visitaram recentemente a floresta e recolheram material genético do eucalipto spp comerciável, escasso geneticamente na Austrália, país de origem de mais de trezentas espécies, incluindo o aqui encontrado.


Segundo o engenheiro florestal, cópias desse documento foram enviadas também a outros órgãos, incluindo as prefeituras de Buri e Capão Bonito, sugerindo um reforço na reivindicação.

"Como cidadão também me preocupa a perda deste Patrimônio da União, mas, o que mais me preocupa são os seres vivos desta Unidade Florestal, desde o micro organismo existente até a mais exuberante Araucária angustifólia, sem falar da onça suçuarana. Todas essas espécies de vidas estão expostas nesta situação de perigo eminente". Finalizou

Por Buri Conectado

ENGENHEIRO FLORESTAL DENUNCIA ABANDONO DO ICMBIO (ANTIGO IBAMA) E ATRIBUI RESPONSABILIDADES. ENGENHEIRO FLORESTAL DENUNCIA ABANDONO DO ICMBIO (ANTIGO IBAMA) E ATRIBUI RESPONSABILIDADES. Reviewed by Buri Conectado on 20:29:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Featured Video