A semana começou com inúmeros relatos de fraude através do WhatsApp em Buri. Golpistas estão tacando o terror e pedindo transferência via Pix em nome de terceiros. Parte destes contatos foram feitos a partir do número (15) 99697-7860 e a cada momento um perfil diferente é incluído para que possam aplicar o golpe.

Nesta fraude, o golpista não precisa clonar o WhatsApp. O que ele faz é escolher uma vítima, pegar sua foto em redes sociais e, de alguma forma, descobrir números de celulares de contatos da pessoa. Com um novo número de celular, manda mensagem para amigos e familiares da vítima, alegando que teve de trocar de número devido a algum problema, como, por exemplo, um assalto. A partir daí, pede uma transferência via Pix, dizendo estar em alguma situação de emergência. 

Com os dados enviados às vítimas, simulamos o pagamento para verificar em nome de quem estava a conta e lá constou Claudete Santos, correntista do Banco Inter. Em consulta ao CPF informado como chave PIX, identificamos que trata-se de uma mulher de 46 anos, residente na cidade de Jandira (SP). Esta pode estar por trás ou também ter sido vítima de criminosos.




A Febraban (Federação Brasileira de Bancos) orienta os usuários a terem cuidado com a exposição de dados em redes sociais, como em sorteios e promoções que pedem o número de telefone do usuário. Outra recomendação é ter cautela ao receber uma mensagem de algum contato com um número novo. Além disso, suspeite quando algum contato pedir dinheiro urgente. Não faça o Pix ou qualquer tipo de transferência até falar com a pessoa pessoalmente ou por chamada telefônica.

Independente se você caiu ou não no golpe, a recomendação é que seja registrado um boletim de ocorrência para que a Polícia possa investigar. O BO pode ser registrado pela internet;

Clique aqui: https://www.delegaciaeletronica.policiacivil.sp.gov.br/ssp-de-cidadao/home

Por Buri Conectado +36k.