Atuação rápida entre as polícias de Buri e Itapeva apontam os suspeitos de terem espancado brutalmente jovem buriense.

A Polícia Civil de Buri em parceria com a DIG de Itapeva conseguiram localizar rapidamente através de denúncia anônima, os dois suspeitos de terem agredido brutalmente na madrugada do último sábado (19), o jovem buriense Max Oliveira de 22 anos.

Na ocasião o jovem participava de um evento que acontecia em Itapeva "FAI" quando foi abordado pelos suspeitos e levado a um matagal próximo.

Segundo Max a partir dai, iniciou-se a sessão de espancamento. A tortura, segundo ele, durou mais de uma hora, mesmo depois dos suspeitos terem furtado seu aparelho celular, que inclusive foi recuperado na ação conjunta das Polícias e mais a quantia de R$ 40,00 ( quarenta reais). Reveja.

Max Oliveira ainda se recupera do trauma e das lesões. Em resposta ao Buri Conectado ele disse que os cuidados, em especial com o cérebro, devido as fortes pancadas na cabeça, devem se estender até maio de 2016.

- " ...estou me recuperando rápido graças a Deus! A maior preocupação é quanto a minha cabeça (meu cérebro) devido as pancadas sabe? ... terei que ter um acompanhamento medico ate março do ano que vem, para ver se esta tudo em ordem, inclusive sexta agora, vou fazer tomografia do cérebro e o Eletroencefalograma".


Apesar de todo o transtorno, o jovem sente-se aliviado e muito satisfeito com o ágil resultado , fruto do trabalho entre as Polícias.

-" ... a policia civil de Buri como a Dig de Itapeva fez um trabalho esplendido. Eu fiquei muito feliz, aquela sensação de alivio sabe? ".


Os dois suspeitos responderão criminalmente por roubo.

Por Buri Conectado
Atuação rápida entre as polícias de Buri e Itapeva apontam os suspeitos de terem espancado brutalmente jovem buriense. Atuação rápida entre as polícias de Buri e Itapeva apontam os suspeitos de terem espancado brutalmente jovem buriense. Reviewed by Buri Conectado on 21:19:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Featured Video