Vereador Renato perde a presidência do 'PSL' que vai para as mãos do ex prefeito Ú Fonseca.


Há pouco mais de um ano e três meses das eleições municipais -2020 - lideres e representações politicas em Buri já se movimentam nos bastidores. Estamos falando da formação dos partidos, dos ideais e interesses que se ajustam, das estratégias e união de forças que miram as melhores posições nas disputas do próximo ano.

Umas das primeiras mudanças ocorreu recentemente no PSL 'Partido Social Liberal' atual partido do presidente Jair Bolsonaro que até 24 de julho esteve nas mãos do vereador Renato Vieira Cassu 'Renatinho' e que agora está com o ex prefeito Ú Fonseca.

Segundo o ex prefeito a alteração teria sido resultado de 'infidelidade partidária' especialmente porque Renato teria se recusado a dividir com ele, apoio ao deputado estadual Frederico D' Avila.

Em um áudio obtido pelo Buri Conectado o vereador lamentou a decisão do PSL em afastá-lo da presidência, atribuindo tal decisão ao que chamou de 'influência de grupos políticos'. No conteúdo Renato chama a atitude de covardia, diz não ter sido comunicado sobre a decisão e que tomou conhecimento dela através de terceiros.

"... é lamentável o que está acontecendo, eu estava no partido antes do Bolsonaro pensar em ser presidente, então é uma covardia e tanto. Estou decepcionado porque ajudei o partido, fiz minha parte com o partido, teve um deputado paraquedista que saiu de última hora aqui e eu não sabia que ele sairia candidato, porque não tenho bola de cristal. Ele saiu de última hora e eu já havia dado a palavra que iria ajudar outra pessoa que também é do partido e acabei o ajudando. Talvez seja por isso que ele tenha ficado bravo, ajudei outro candidato que também é do partido", disse Renatinho.

Ainda no áudio o ex presidente do PSL em Buri, vereador Renato, disse que não houve infidelidade partidária da parte dele, uma vez que apoiou outro candidato porém do mesmo partido e emendou dizendo que infidelidade partiu da estadual do partido.

" ... eu fiz minha parte com o partido e o partido me apunhalou pelas costas", disse o vereador.

No início do mês Renato disse ao jornal Folha Buriense que havia sido eleito pelo povo, que era o presidente do PSL em Buri e que queria ver quem tiraria a presidência de suas mãos.

A matéria intitulada 'Daqui não saio, daqui ninguém me tira' foi inspirada na oferta do PSL ao grupo do ex prefeito Ú Fonseca.

Na ocasião o vereador disse também que Ú Fonseca não se enquadrava nos quesitos exigidos pelo atual 'Código de Conduta' do partido. Ele não ilustrou em quais quesitos o ex prefeito seria impedido de presidir o PSL.

Por telefone o vereador Renato falou sobre o ocorrido e disse que vai continuar no PSL. O vereador disse ainda que disputará a reeleição e bastante otimista afirmou que será o vereador mais votado do Partido Social Liberal em Buri no próximo ano.

Por Buri Conectado
Vereador Renato perde a presidência do 'PSL' que vai para as mãos do ex prefeito Ú Fonseca. Vereador Renato perde a presidência do 'PSL' que vai para as mãos do ex prefeito Ú Fonseca. Reviewed by Buri Conectado on 16:56:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Featured Video