Mãe se desespera ao descobrir que filho de 6 anos já havia deixado a escola ao buscá-lo na última sexta feira.




Assim que chegou para pegar o filho de 6 anos na saída da escola Cel Vitalino Nunes de Barros na última sexta feira (19), a mãe teria sido informada por funcionários que ele ja havia deixado a unidade escolar na companhia de outra pessoa.

Desesperada e ainda na frente da escola ela iniciou uma série de ligações à pessoas conhecidas que pudessem ter levado a criança. Ela disse que enquanto estava no celular funcionários teriam fechado os portões sem dar qualquer satisfação. Insatisfeita ela deu a volta e buscou por informações.

"(...) quando fui na outra entrada pedi as imagens das câmeras de monitoramento e fui informada que não tinham" disse a mãe.

Sem respostas ela acionou o Conselho Tutelar que imediatamente entrou em contato com a escola solicitando informações.

Descobriu-se depois através de uma outra criança que seu filho havia entrado num micro ônibus escolar. Essa era a única pista até então. A escola entrou em contato com alguns motoristas e localizou a criança num veículo escolar com itinerário na Capelinha.

O tempo médio entre a chegada da mãe à escola, até ela conseguir reaver o filho foi de uma hora.

Abalada com o ocorrido e com o descaso que disse ter sofrido por parte da escola naquela ocasião ela solicitou providencias.

"(...) são várias providências a serem tomadas; mesmo com o número reduzido de alunos a vigilância com câmeras deve ser fundamental em uma escola que recolhe nossas crianças, nosso bem mais precioso. Funcionários mais qualificados, mais organização, mais restrição ao acesso das crianças a área externa . Monitor na condução para conferência das crianças" solicitou a mãe.

Ao Buri Conectado ela disse estar feliz por ter encontrado o filho em segurança, mas disse que esse tipo de situação não pode mais acontecer.

"(...) mandei ele pra escola mesmo com o risco de contaminação pela Covid, acreditando na alfetizacão. Mas, não vou mandar mais, temo mais pela segurança do que pela contaminação. Graças a Deus o encontramos bem. Em nosso país são mais de 50 mil crianças que não voltam para suas casas, vamos esperar acontecer mais uma vez pra dai colocar um monitoramento por câmeras?" disse a mãe.

Nós procuramos pela direção da escola; Judith Cafundó admintiu que houve falha e que está buscando de várias formas evitar que ocorram novas situações como esta. Ela disse que notificou a Secretaria de Educação sobre o ocorrido e que havia combinado de entregar uma cópia do relatório detalhado aos pais entre quarta e quinta feira dessa semana.

Judith disse também que entende o desespero da mãe, mas discordou de alguns pontos relatados por ela. De acordo com a diretora, quando a mãe chegou para buscar o filho (20 minutos após o horário de saída) os portões estavam sendo fechados. A criança que relatou sobre o paradeiro de seu filho é seu sobrinho e que ambos teriam deixado a escola juntos, o sobrinho sob a responsabilidade de um familiar.

A direção informou que as crianças nessa faixa etária deixam a unidade escolar primeiro - 10h50 - para que os pais às recebam em segurança e pra evitar aglomeração durante a saída dos maiores. Judite disse ainda que já foram licitadas 32 câmeras de segurança que deverão ser intaladas dentro e fora da escola e acredita que o circuito logo esteja em pleno funcionamento.

Imagem arquivo BC
Por Buri Conectado


Mãe se desespera ao descobrir que filho de 6 anos já havia deixado a escola ao buscá-lo na última sexta feira. Mãe se desespera ao descobrir que filho de 6 anos já havia deixado a escola ao buscá-lo na última sexta feira. Reviewed by Buri Conectado on 17:56:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Featured Video