REDE MUNICIPAL: PROFESSOR DE APOIO É ACUSADO POR TROCAR MENSAGENS ERÓTICAS COM ALUNO.


Apesar de não ter concluído o curso de pedagogia o estudante e futuro professor teria sido contratado pelo município para assistir e dar apoio em sala de aula, a um aluno especial na escola Haydee Ferreira Arato (Vila Saraiva).

A função dele segundo a lei de diretrizes e bases da educação; Lei 9394/1996, implica em oferecer apoio ao processo pedagógico de escolarização do aluno com disfunção neuromotora grave, deficiência múltipla e transtornos globais do desenvolvimento. Para atuar no atendimento o professor deve ter como base na sua formação inicial, conhecimentos gerais da docência e capacitação específica na área da deficiência que irá atuar. 

Segundo informações a que a Polícia Civil de Buri teve acesso, o profissional de educação aproveitou-se da oportunidade em sala de aula, para aproximar-se dos demais alunos, criando afinidade com alguns deles. Durante alguns intervalos, professor e alunos passavam conversando normalmente sem gerar quaisquer desconfianças. 

Um tempo depois, a madrinha de um desses alunos notou um comportamento diferente em casa e foi averiguar. Na primeira oportunidade ela pegou o celular do afilhado e para sua surpresa, encontrou conversas suspeitas entre ele e o professor, onde sugeriam práticas sexuais.

O Buri Conectado teve acesso com exclusividade a um trecho da conversa: 



Na conversa, podemos ver claramente que o aluno não entende as investidas do profissional da educação, que sugere sexo oral e questiona sobre seu órgão genital. Assustado ele pergunta se o professor estaria alcoolizado.

Logo que viu a conversa, a família do aluno procurou a Policia e registrou queixa contra o professor de apoio. Para o Polícia o professor disse não ser homossexual e negou ter enviado as mensagens. 

O caso está nas mãos da Polícia Civil de Buri que acredita não ser esse o único caso e deverá dar continuidade nas investigações. 

Para saber sobre quais providências seriam ou foram tomadas referente ao professor, tentamos contato na última sexta feira (06) com a secretária de educação Barbara Guimarães Patriarca. Porém fomos informados de que o horário  (08:35 PM) seria impróprio, mas que estaria a disposição na Secretaria Municipal de Educação a partir de segunda feira (09) para esclarecimentos.

Saiba mais sobre as funções de um professor de apoio ou cuidador e a partir de quando se pode exercer essa função clicando aqui. 
Por Buri Conectado

REDE MUNICIPAL: PROFESSOR DE APOIO É ACUSADO POR TROCAR MENSAGENS ERÓTICAS COM ALUNO. REDE MUNICIPAL: PROFESSOR DE APOIO É ACUSADO POR TROCAR MENSAGENS ERÓTICAS COM ALUNO. Reviewed by Buri Conectado on 12:46:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Featured Video