Diretora fala sobre tumulto em escola municipal envolvendo o vereador Chico Lopes e o prefeito Omar Chain.


O Buri Conectado procurou o vereador Francisco Lopes 'Chico', que baseado nas informações, teria sido o pivô do tumulto ocorrido na última terça feira (18) na escola Cel Vitalino Nunes de Barros.

Mas a história começou um dia antes.

Segundo o vereador, ao buscar o filho na escola na segunda feira (17), teria tentado acessar uma área que segundo um funcionário, era restrita aos alunos e portanto não teria sido autorizado entrar. Chico Lopes não gostou da determinação e segundo ele, os pais estavam sob condições inadequadas, aguardando debaixo de sol e que o calor estava muito forte.

Chico questionou se o funcionário sabia que tratava-se de um vereador e que como tal, tinha direitos, inclusive de acessar o prédio e suas repartições.

" (...) sou vereador e tenho direito de fiscalizar toda repartição. Sairei a hora que as crianças saírem" disse.

Insatisfeito o vereador disse ter procurado a direção, que teria explicado sem muitos detalhes, sobre a determinação. Mais tarde Chico Lopes levou o caso ao conhecimento do prefeito Omar Chain que comunicou a escola via documento, que o acesso deveria ser liberado aos pais e que a determinação deveria ser justificada.

No dia seguinte por volta de 11h40 de terça feira (19) ao buscar o filho novamente, o vereador disse ter se deparado com a mesma determinação e imediatamente ligou ao prefeito que posteriormente se deslocou até a escola.

"(..) O prefeito chegou contudo, de cabeça quente e 'bummm' abriu o portão. Ele disse ao povo, aqui vocês que mandam podem entrar, por enquanto sou prefeito, eu mando ainda, a partir de agora vocês ficarão aqui. A diretora da escola está dispensada, mandei oficio ontem mesmo pra ela, mas não foi acatado" disse.



O Buri Conectado procurou a direção da escola nessa quarta feira (19). No lugar já estava a ex secretária de educação Judite Cafundó, desligada do cargo via whatsaap após 07 dias úteis comandando a pasta.

Judite disse que se recuperava em casa - em 'SO' serviço obrigatório por ter trabalhado para Justiça Eleitoral nas eleições - de um procedimento cirúrgico, quando recebeu a mensagem e afirmou que seu desligamento está associado ao ocorrido. Antes, disse ter tentado conversar com o prefeito mas teria sido informada por sua assessoria, que ele retornaria depois.

Judite disse que a restrição existe há 06 anos, tempo em que está na direção da escola Cel Vitalino N. de Barros, que a medida visa dar segurança na saída dos cerca de 300 alunos por período e foi intensificada após uma criança sair despercebida de uma escola infantil no ano passado.

A diretora disse que além disso, pratica algumas ações entre elas, o bloqueio do trânsito que agora tem sentido duplo, com objetivo de garantir que as crianças deixem a escola com segurança.

Judite Cafundó lamentou o comportamento do vereador Chico Lopes e disse que em nenhum momento ele pensou na segurança das crianças, que seu objetivo foi puro e simplesmente político, dado ao que ele teria dito a direção na segunda feira.

" Olha, nesse ano politico os pais precisam ser bem tratados, por que se não o prefeito vai perder muitos votos se os pais não forem recolhidos e ficarem sentados debaixo do sol. Em nenhum momento ele veio aqui defender se os alunos estavam protegidos, inclusive o filho dele. Sempre preocupado com a eleição, com o ano político e com o voto que ele pode perder se a gente não recolher os pais" explicou Judite.

A diretora lamentou também a agressividade com que o prefeito Omar Chain se dirigiu à unidade escolar, em suas palavras, metendo o pé no portão, arriscando de acertar uma criança ou mesmo pais que estavam ao redor. Ela disse que antes do tumulto o prefeito teria entrado em contato por telefone e já demonstrava destempero.

" (...) para minha surpresa as 11h50 ele me liga, totalmente alterado, grosseiro, gritando. Eu falei alô prefeito, quem você pensa que é? como assim prefeito? Você mande abrir esse portão da escola por que eu vou abrir esse portão a ponta pé, por que eu vou mandar essa diretora que ta aqui pra sindicância, ela é subordinada e não está me obedecendo, eu falei calma prefeito eu acho que a gente poderia ter conversado. Ele disse ah não tem o que conversar 'percebi que ele batia no peito assim sabe' quem manda sou eu o prefeito sou eu, sim eu não disse ao contrário senhor prefeito. Eu só queria uma posição do porquê daquela agitação" explicou Judite.

Judite Cafundó disse que toda movimentação, inclusive os desligamentos, ocorreram enquanto a direção preparava uma resposta, conforme sugerido na comunicação interna, sobre os motivos da determinação.

Por fim, esclareceu também, que o intuito de todos os funcionários da escola Vitalino, é o de priorizar a segurança e integridade dos alunos que ali estudam, pois, somente assim conseguirão desenvolver um bom trabalho com o foco único na educação, pois acreditam que é somente a educação que transforma o mundo e faz com que desde criança nossos pequenos aprendam o que é o respeito ao próximo e possam construir um futuro melhor a cada dia, pois política sempre acaba, e a educação sempre permanece.

A direção da Escola Vitalino N. de Barros convida aos pais e responsáveis dos alunos e membros da comunidade escolar, para fazer uma visita a escola em caso de eventuais dúvidas relacionadas à esses ou quaisquer outros eventos dela decorridos.

O Buri Conectado não conseguiu contato com o prefeito Omar Chain para falar sobre o assunto.

Por Buri Conectado

Diretora fala sobre tumulto em escola municipal envolvendo o vereador Chico Lopes e o prefeito Omar Chain. Diretora fala sobre tumulto em escola municipal envolvendo o vereador Chico Lopes e o prefeito Omar Chain. Reviewed by Buri Conectado on 12:36:00 Rating: 5
Comentários
0 Comentários

Nenhum comentário

Featured Video